sobre nós

este baldio está a ser habitado por pessoas que, no âmbito dos seus Mestrados ou Doutoramentos, sairam do país para poderem estudar Estudos de Performance. Curiosamente, vimos todos de áreas, departamentos e Universidades diferentes.

A ideia da sua constituição, que já andava no ar há algum tempo, consolidou-se em Junho de 2011, por ocasião da 17.ª Conferência da Performance Studies international (Psi), em Utrecht, altura em que decidimos concorrer ao programa de Regional Research Clusters desta intituição, constituindo-se para tal um grupo de cinco pessoas, à época residentes em diferentes países: Ana Bigotte Vieira (FCSH-UNL/ Visiting Scholar na NYU), Ana Pais (CET-FLUL/ Visiting Scholar na NYU), Pedro Manuel (Utrecht Universiteit), Manuel Henriques (mestre pelo MAIPR – Warwick University e Amsterdam Universiteit) e Ricardo Seiça Salgado (ISCTE-IUL/ Visiting Scholar na NYU).

Desde então, iniciámos uma conversa por e-mail. O nosso primeiro projecto passou por nos interrogarmos sobre o poderiam ser os Estudos de Performance em Portugal e em que poderia consistir um encontro da Performance Studies international no país. Foram estas as questões que nos colocámos quando delineámos o projecto de Indirecções Generativas, nome do encontro internacional apoiado pela PSi que terá lugar em Setembro de 2013.

Em Pre-cluster#1 (Escavando Indirecções), uma residência organizada em Setembro de 2012 no Espaço do Tempo, em Montemor-o-Novo, este projecto foi colectivamente reformulado por uma série de investigadores e artistas portugueses que, como nós, também procuraram os Estudos de Performance para realizar os seus trabalhos, tornando-se investigadores associados deste baldio. Por questões de divisão do trabalho, relativas à organização do encontro internacional de 2013, em Novembro 2012 constituiu-se um colectivo curatorial formado por três pessoas (Ana Bigotte Vieira, Ana Pais e Ricardo Seiça Salgado), temporariamente também responsáveis pela manutenção dos espaços on-line.

baldio é um espaço onde – de várias maneiras, sob várias formas, a várias vozes e testando várias traduções – se ensaia uma abordagem interdisciplinar a que se pode dar o nome de Estudos de Performance.

indirecções generativas é o nome do encontro internacional de Estudos de Performance, realizado ao abrigo da Performance Studies international que terá lugar em Setembro de 2013.

Advertisements