OFERECEM-SE SOMBRAS

 um projecto Centro de Investigação Cultura e Sustentabilidade/ CICS organizado por  Vera Mantero

 

7 de Setembro, 15h – 18h | Terreno da Adua | ponto de encontro: Oficinas do Convento –  1ª saída:14.30h,  2ª saída:16h


Ocupar por um dia o terreno da Adua. Ocupar as suas árvores e/ou suas respectivas sombras. Fazer nele uma espécie de “grande retrato”, um retrato com 32 hectares, um retrato sobre o qual se pode caminhar, deambular, descobrir, derivar, perder-se, e onde se podem “ver” as ideias, as necessidades e os desejos de vida que atravessam projectos como o CICS, a Transição, o Decrescimento e afins.

Quando o Indirecções me fez a proposta disseram entre outras coisas “a tua sessão de trabalho pode ser teórica, pode ser prática, pode ser ambas coisas, pode até ser subir a árvores…”. Entre a teoria e a prática, a hipótese das árvores foi a que mais me marcou! E foi esta a proposta que lancei aos membros do CICS e a vários habitantes de Montemor e que juntos propusemos ao Indirecções Generativas.

Vera Mantero começou a sua carreira coreográfica em 1987 e desde 1991 tem mostrado o seu trabalho por toda a Europa, Argentina, Brasil, Canada, Correia do Sul, EUA e Singapura.

O “Centro de Investigação Cultura e Sustentabilidade” (CICS) tem como principal objectivo conduzir uma investigação inovadora sobre as possibilidades de articulação da cultura com a sustentabilidade; sobre a relação entre o lugar – o local – e o mundo – o global –, com base nas ideias de ‘glocalização’ e de ‘reterritorialização’.

Advertisements